ESPAÇO MISSIONÁRIO - PROJETO BRASIL - MBOUR / SENEGAL

"Porque Eu, o SENHOR, teu Deus, te tomo pela mão direita e te digo: Não temas, que Eu te ajudo." Isaías 41:13.

Era terça-feira e estávamos trabalhando na laje da nossa casa em Sintion Mbadane, Mbour, quando sem aviso os ajudantes começaram a correr e a gritar. Logo pensei que seria uma cobra, mas, para minha surpresa, eram ratos. Sim, ratos do mato. Eles mataram três, queimaram em palha, tiraram as vísceras, queimaram mais um pouco, tiraram a pele com o pêlo queimado e mesmo sem sal dividiram entre si. Que alegria estampada nos rostos! Afinal eles teriam algo para comer naquele dia.

Essa é a realidade dos pedreiros das aldeias. Chegam para trabalhar por volta das 9h30m da manhã e vão até as 18h00m sem comer nada. O que podemos fazer? Estava sozinho com eles na propriedade e minha comida não era suficiente para os sete homens que estavam comigo. Depois dessa feita comecei a comprar pão e chá para o café deles toda manhã. permiti que pegassem mandiocas da nossa propriedade e no dia de bater a laje comprei uma cabra, arroz, óleo e legumes, como é o costume entre eles. Contratei duas cozinheiras da aldeia e fizemos um almoço para 20 homens contanto comigo e o Pr. José Dilson e várias crianças da aldeia que vieram assistir o trabalho.

Muito pouco! Mas, com certeza, foram dias que ficarão na história daqueles homens, que depois do trabalho assentados me ouviram falar sobre o amor de Deus e a minha alegria em poder estar ali, sabendo que aquele lugar seria um lugar para fazer diferença na vida de muitas pessoas. Falei que o que estava sendo construído era para abençoar o povo senegalês, em especial as crianças de rua, abandonadas e talibês. Disse que tudo aquilo só era possível porque várias pessoas no Brasil estavam se unindo para ofertar mensalmente uma quantia em dinheiro, que possibilitava fazer o que estávamos fazendo. Ouvi palmas após a tradução que o Pr. José Dilson fez.

Obrigado parceiro Brasil-Mbour por me proporcionar grande emoção em ver o rosto do Abidoulai, do Aliu Sá, do Minhame, do Coury, do Adama, do "Dunga", do Ibou e de tantos outros manifestar respeito e satisfação por ver que um povo Cristão demonstra o amor de Deus, não só nas palavras mas também nos gestos. Valeu!!!

Você sabem que estamos vivendo um novo momento em nossas vidas e temos sentido o cuidado e a ajuda constante do nosso Deus.

Não tem sido fácil acordar sem ter a responsabilidade de um rebanho para pastorear. Todos em casa temos sentido saudades da IPMatão, mas ao mesmo tempo estamos animados e confiantes diante do novo desafio.

Retornei do Senegal no último sábado (05/02). Fiquei lá 25 dias. Minha meta era bater a laje da nossa casa na aldeia, e com a ajuda de Deus concluímos. Aproveito para agradecer aos missionários que nos receberam e nos auxiliaram nesta tarefa, acompanhando-nos e hospedando-nos quando necessário.

Foram dias de grande experiência com Deus. Temos muitas histórias para compartilhar, como a que iniciamos nosso email hoje, e posso dizer que crescemos mais um pouco. As fotos em anexo mostram um pouco daquilo que vivemos nesses dias. Fomos fortalecidos quanto a necessidade da nossa ida ao campo e da diferença que podemos fazer lá com a ajuda de Deus. Conto com a permanência da sua também!

Aproveito para clamar a você, parceiro fiel do Projeto Brasil-Mbour, que nos ajude a levantar mais parceiros de R$ 50,00 mensais. Sei que juntos podemos multiplicar o número de parceiros fiéis. conto com sua ajuda! Fale do projeto e desafie outros a participarem também. Desde já obrigado!

A partir do próximo final de semana, iniciaremos nossa maratona de divulgação. orem para que Deus nos use para despertar pessoas a investir suas vidas e recursos em Missões. orem pelas viagens e pela nossa saúde também.

O projeto está caminhando e a necessidade de uma equipe nova para atuar em Mbour se faz necessário. Os missionários que já estão no Senegal tem um grande envolvimento com seus respectivos projetos e logo não estarão trabalhando conosco. Precisamos de gente nova, que queiram trabalhar em Mbour, como pioneiros. Só temos a oferecer muito trabalho! rssss
As construções ainda estão sob supervisão do Rev. José Dilson, que tem tido dificuldade devido o aumento dos preços. As casas que estão sendo construídas estão paradas, com exceção da nossa.

O terreno é grande e os recursos ainda são insuficientes para o básico. Inclusive necessitamos de um apoio para nossa ida ao campo. ore por isso! Em breve enviarei outro email iniciando uma campanha. Mais uma vez vou precisar da sua ajuda.

Nossa família está bem! Hoje as crianças começaram na nova escola e vão permanecer até o final de Maio. A Duda (7) e a Lolo (6) estudam na mesma escola, no terceiro e primeiro ano respectivamente. O Samuel (3) está em outra escola, devido a idade. são escolas municipais perto da nossa casa aqui em Barretos. Temos investido no estudo do francês e elas estão empenhadas. A escola no Senegal exigiu que elas falassem e entendessem bem o francês como requisito para a matrícula. Orem para que elas aprendam logo, principalmente a Duda que inclusive precisa ler em francês, como parte da exigência.

Eles estão animados com o projeto. Inclusive a Lolo recebeu uma oferta de R$ 50,00 de uma SAF do Rio de Janeiro por ocasião do seu aniversário. Foi uma experiência tremenda, pois dias antes ela havia dito a Clarissa que Deus não tinha respondido sua oração, onde ela havia pedido dinheirinho para ajudar no Senegal. Essa oferta serviu para fortalecer a fé de nossa filha e a confiança em nosso Deus, o Deus da provisão. Obrigado irmãs de todas as SAFs que tem sido instrumento de benção nas mãos de Deus para abençoar nossa família e o projeto Brasil-Mbour.

Temos muito mais para contar! Mas, resumo dizendo que Deus tem nos ajudado a cada dia e nos ensinado muito.

Ah! Saiu na revista da APMT nossa foto junto com outras famílias queridas que estão se preparando para ir ao campo também. Ficamos felizes! Em breve queremos ver a sua lá com o seguinte anuncio: missionários para o Projeto Brasil-Mbour no Senegal. É sério hein!

Deliciem-se com as fotos anexas: tem uma da mulinha que eu e o Pr. José compramos para ajudar no trabalho do Sr. Ibou na propriedade; tem das mulheres da aldeia carregando lenha que foram buscar longe e depois receberam um presente que a irmã Rosiane, esposa do Mis. Paulo Menotti, fez para elas; outra onde dei o presente para os meninos levaram para suas mães; fotos da construção e da laje; fotos do lixo que está chegando perto da nossa propriedade, um problema que vamos ter que administrar e muito mais.

Estamos a sua disposição! nosso telefone em Barretos é 17 3325 8525. continuo com o celular 16 9774 7275.

Obrigado pelas orações e fidelidade na parceria. Que o Senhor retribua a cada um. Permaneçam em oração conosco, pois o desafio ainda é grande!

Um grande abraço

NEle
 

Pr. Everton, Clarissa, Duda, Helo e Samu.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ASSUMIR UMA POSIÇÃO DIANTE DE DEUS

PODE O CRENTE PARTICIPAR DA FESTA DO PEÃO?

IPB EM FOCO - SIMONTON E AS BASES DO PRESBITERIANISMO NO BRASIL