O ESPÍRITO E A RESTAURAÇÃO

“Assim diz o Senhor Deus: Vem dos quatro ventos, ó Espírito,
 e assopra sobre estes mortos, para que vivam.” 
Ezequiel 37:9.

Quando a Igreja se volta para Deus e acerta sua vida com Ele, o Senhor se compadece de Seu povo: ao invés de fome, há fartura; ao invés de opressão do inimigo, há libertação; ao invés de seca, há chuvas abundantes; ao invés de prejuízo, há restituição; ao invés de vergonha, há honra.

Ao invés de lamentação e de solidão, há a plena consciência de que Deus está presente. Mesmo quando o povo de Deus perde sua vitalidade espiritual e se torna como um vale de ossos secos, sem alegria, sem entusiasmo, sem esperança, Deus sopra o Seu sopro e o levanta como um exército poderoso.

Contudo, o derramamento do Espírito não vem antes, mas depois que o povo se volta para Deus. O derramamento é uma bênção abundante, segura e restauradora trazendo vida, vigor e poder para a Igreja. O Espírito desceu no Pentecoste e a Igreja saiu das quatro paredes para impactar o mundo. Antes, os crentes estavam com medo dos judeus. Agora os judeus é que ficaram com medo dos crentes.

Ore
Amado Deus, creio em Tua restauração mesmo quando o alvo é um vale de ossos secos. Minha situação é difícil, mas clamo que vivifiques o meu coração poderosamente. Em Jesus eu peço, amém.

Cada Dia.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ASSUMIR UMA POSIÇÃO DIANTE DE DEUS

PODE O CRENTE PARTICIPAR DA FESTA DO PEÃO?

INTRODUÇÃO GERAL AO NT (5) - A ORDEM DOS LIVROS DO NT