ESFORCEMO-NOS POR NOSSO POVO

Por: Rev. Paulo Sergio da Silva
3ª IPB de Barretos / SP
Pastoral 23.01.11

Reunião de Oração 25.01.11 

“Esforça-te, e esforcemo-nos pelo nosso povo...” 

1 Crônicas 19:13 (RC).

Joabe e Abisai estavam no campo de batalha com seus soldados, cercados por inimigos sírios e amonitas, numa guerra que surgiu da desconfiança de Hanun, rei dos amonitas. Davi enviara alguns de seus mensageiros para o consolar por causa da morte de Naás, seu pai. Mas ele pensou que aqueles homens eram espiões; a benevolência de Davi gerou essa situação, em que Joabe disse a Abisai: “Esforça-te, e esforcemo-nos pelo nosso povo...” (Almeida Revista e Corrigida). A prioridade daqueles homens não era mais eles mesmos, nem o que eles queriam, mas o povo de Deus. Eles lutavam, se esforçavam, e morreriam se fosse preciso, pelo povo de Deus.

Em nossa vida espiritual devemos fazer o mesmo, ter a mesma mentalidade e disposição. Existem diversas semelhanças bíblicas entre nós e eles. Eles estavam em uma batalha, nós também (Ef 6:12); tinham inimigos, nós igualmente (1 Pe 5:8); pertenciam ao povo de Deus, nós idem (1 Pe 2:10); eles eram soldados, tinham armas de defesa e ataque, nós também somos soldados de Deus e temos uma armadura (Ef 6:11,13-19). Enfim há muitas semelhanças. Haveriam diferenças?

Certamente há grandes diferenças entre nós e eles: eles estavam conscientes da situação, dos inimigos, e da guerra. Também sabiam de suas prioridades: esforçar-se e lutar para proteger o seu povo. Hoje em dia o que se nota é que muitas pessoas estão em um certo estado de letargia (sono profundo). Eles não sabem que estamos vivendo uma guerra espiritual, e que as suas atitudes denotam de que lado eles estão. São pais que não se importam com o futuro de seus filhos, e lhes permitem seguir seus pensamentos e desejos, sem critérios. Pessoas que se contentam em fazer o mínimo possível na obra de Deus, não querendo nunca se comprometer com Ele. O mundanismo tomou várias vidas, Deus ficou em segundo plano para muitos...

Alguém que não participa da vida de oração e das atividades da Igreja está consciente da luta espiritual em que está, e que um dia prestará contas a Deus? Deus nos livre desse sono da alma, e que venhamos a nos esforçar mais pela obra de Deus e por Seu povo. Pessoas são mais importantes do que coisas. Envolva-se, viva e participe da vida da Igreja. Talvez esse seja o maior esforço que alguns necessitam fazer: estar na Igreja. Pode parecer simples mas para muitos há uma verdadeira dificuldade espiritual em ir à Casa de Deus. Diferente do salmista que tinha nisso um grandioso prazer: "Alegrei-me quando me disseram, vamos à Casa do Senhor" (Sl 122:1).


Cada um precisa descobrir onde está precisando lutar e se esforçar mais, por seu próprio bem, e também pelo bem do povo de Deus. Lute com fé e que Deus te abençoe!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ASSUMIR UMA POSIÇÃO DIANTE DE DEUS

PODE O CRENTE PARTICIPAR DA FESTA DO PEÃO?

IPB EM FOCO - SIMONTON E AS BASES DO PRESBITERIANISMO NO BRASIL