CHEIOS DO ESPÍRITO

“Julgai se é justo diante de Deus ouvir-vos antes a vós outros do que a Deus (...) não podemos deixar de falar das coisas que vimos e ouvimos.” 
Atos 4:19-20.

No Dia do Pentecostes, dez dias depois da ascensão de Cristo e da oração incessante da Igreja, o Espírito Santo foi derramado. Todos os discípulos ficaram cheios do Espírito Santo. Aqueles que já O tinham, pois eram convertidos, agora são cheios do Espírito Santo e revestidos com poder para testemunhar. O Espírito Santo desce sobre eles em línguas como de fogo e como um vento impetuoso e todos começam a falar as grandezas de Deus.

Uma multidão se ajunta curiosa e cheia de ceticismo (At 2:12), preconceito (At 2:7) e zombaria (At 2:13). Embora o milagre tenha atraído a multidão, foi a pregação da Palavra que compungiu o coração do povo e naquela manhã cerca de três mil pessoas foram convertidas a Cristo (At 2:41). A partir daí, aqueles que até então estavam trancados com medo dos judeus, são trancados nas prisões por falta de medo. Aqueles que se acovardaram diante dos perigos, agora enfrentam açoites, prisões e até mesmo a morte com espírito forte.

Ore
Senhor, antes importa obedecer a ti do que aos homens. Estou disposto a pagar o preço da fidelidade ainda que eu perca a cabeça, pois minha alma Tu preservas. Por Jesus, amém.

Cada Dia.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ASSUMIR UMA POSIÇÃO DIANTE DE DEUS

PODE O CRENTE PARTICIPAR DA FESTA DO PEÃO?

IPB EM FOCO - SIMONTON E AS BASES DO PRESBITERIANISMO NO BRASIL