A GLÓRIA DE DEUS NO SERVIÇO

1 Pedro 
4

Não existe mais a dicotomia entre o sagrado e o profano. Tudo em nossa vida passa a ser sagrado e cúltico, pois fomos criados em Cristo Jesus para as boas obras. Somos a obra prima de Deus, a poesia de Deus, a delícia de Deus, em quem Ele tem todo o Seu prazer. Quando praticamos as boas obras para as quais fomos preparados, o nome de Deus é glorificado.

Deus é glorificado em nós quando expressamos a compaixão de Cristo pelas pessoas. Deus ama, socorre, consola e anima as pessoas através de nós. Somos o corpo de Cristo em ação na terra. Ray Stedman diz que a Igreja é o prolongamento da encarnação de Cristo, pois somos o Seu corpo em ação no mundo. Quando as pessoas tributam a Deus ações de graças pelo bem que lhes fazemos, isso traz glória ao nome de Deus. O Senhor Jesus Cristo no Sermão do Monte, afirmou: “Assim brilhe também a vossa luz diante dos homens, para que vejam as vossas boas obras e glorifiquem a vosso Pai que está nos céus” (Mt 5:16).

Ore
Senhor, não há diferença entre o culto que se presta no trabalho e o culto que se presta na Igreja. Portanto, quero glorificar-Te em todos os momentos. Em nome de Jesus. Amém.

Pense
Toda a vida do crente é cúltica e litúrgica. Toda ela é vazada pelo conceito do sagrado. 


Cada Dia.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ASSUMIR UMA POSIÇÃO DIANTE DE DEUS

PODE O CRENTE PARTICIPAR DA FESTA DO PEÃO?

INTRODUÇÃO GERAL AO NT (5) - A ORDEM DOS LIVROS DO NT