O SOFRIMENTO DO JUSTO (2)

“E lhes enxugará dos olhos toda lágrima e a morte já não existirá, já não haverá luto, nem pranto, nem dor, porque as primeiras coisas passaram.” 
Apocalipse 21:4.

A pergunta é: se Deus é bom, por que há tanto mal no mundo? Se Deus nos ama, por que sofremos? Se somos filhos de Deus, por que Ele não nos poupa da aflição? Se Jesus Cristo já levou sobre Si as nossas dores por que ainda sofremos enfermidades? Se nós somos herdeiros com Cristo, por que enfrentamos privações financeiras? Não é simples conjugar o amor de Deus com o sofrimento do justo (Jo 11:37).

Poderíamos entender a razão dos homens maus colherem os frutos da sua semeadura maldita, mas, como explicar o sofrimento daqueles que lavam as mãos na inocência e vivem com integridade de coração?

Ah, o sofrimento do justo ainda nos aflige. Ainda nos incomoda ver um crente piedoso com doença grave. Ainda nos aflige ver os servos de Deus privados dos frutos da Terra enquanto os ímpios se abastecem com o melhor deste mundo. Importa-nos saber, porém, que a vida não se limita apenas ao que acontece do lado de cá da sepultura. Há ainda uma eternidade pela frente. Como será? Apocalipse 21 nos diz.

Ore
Pai, dúvidas assolam meu coração sobre o sofrimento dos justos. Porém, hoje, eu aceito o desafio de responder todos os questionamentos em Teu amor por mim. Em Cristo. Amém.

Pense
O amanhã trará um futuro de glória para os que amam a Deus.

Cada Dia.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ASSUMIR UMA POSIÇÃO DIANTE DE DEUS

PODE O CRENTE PARTICIPAR DA FESTA DO PEÃO?

O CRENTE E O CARNAVAL