O SOFRIMENTO DO JUSTO (1)

“Ainda que a minha carne e o meu coração desfaleçam, Deus é a fortaleza do meu coração e a minha herança para sempre.”
 Salmos 73:26.

Asafe ao ver a prosperidade do ímpio e sentir a dor das provações, abriu seu coração para Deus e disse: “Com efeito, inutilmente conservei puro o coração e lavei as mãos na inocência. Pois de contínuo sou afligido e cada manhã, castigado” (Sl 73:13,14). Asafe ainda pergunta: “Até quando, ó Deus, o adversário nos afrontará?” (Sl 74:10).

O Senhor nunca nos prometeu ausência de luta; prometeu-nos vitória segura. Ele nunca nos prometeu uma caminhada fácil; prometeu-nos chegada certa. Ele nunca nos prometeu um paraíso na Terra; prometeu-nos bem-aventuranças no Céu.

Asafe está sendo castigado, e a cada manhã afligido. Ao mesmo tempo, os ímpios estão prosperando. Na sua boca há riso e na sua casa riqueza. As coisas parecem invertidas. Aqueles que servem a Deus parecem castigados e os que desandam a boca para blasfemarem contra Deus parecem premiados. Mas, esse quadro é apenas um lado da moeda. Os justos têm Deus como herança, mas a herança dos ímpios será como a cinza de uma fornalha.

Ore
Altíssimo Deus, o perverso pode ter tudo do ponto de vista material, mas eu tenho a Ti como meu Salvador e minha herança incorruptível. Por isso, louvo-Te e descanso no nome 
de Jesus.

Pense
A diferença entre um justo e um ímpio não está necessariamente nas circunstâncias que ambos enfrentam.

Cada Dia.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ASSUMIR UMA POSIÇÃO DIANTE DE DEUS

PODE O CRENTE PARTICIPAR DA FESTA DO PEÃO?

O CRENTE E O CARNAVAL