NOTÍCIAS GOSPEL - Primeira Dama do Congo pede para o povo fazer jejum e orar pela nação

CONGO – Durante três dias, congoleses em todo o país reuniram-se em suas igrejas, seguindo o exemplo da Primeira Dama, que chamou o povo da república africana a jejuar e orar uns pelos outros. Apesar de ser tímida, quieta e ficar a maior parte do tempo longe dos holofotes, Marie Olive Kabila (foto) apareceu diante da mídia levantando as mãos e clamando a Deus. Nas ruas da República Democrática do Congo, Kabila é uma celebridade. Quando em público, o que é incomum, atrai a multidão.

Kabila é esposa do presidente Joseph Kabila, um dos mais jovens líderes africanos. Ela raramente dá entrevistas ou fala em público, de modo que sua participação em um recente evento cristão atraiu a atenção nacional e surpreendeu muitas pessoas.

Em uma pequena igreja no leste da capital, Kinshasa, centenas de pessoas reuniram-se quando a Kabila pediu três dias de oração e jejum nacional.

“Povo de Deus, este é um dia muito especial para mim. Estou aqui para dizer que nunca tive vergonha do nome do meu Senhor. Precisamos desesperadamente de sua presença para curar o nosso país”, disse.

A República Democrática do Congo é, como dizem alguns, “maldita” por causa de seus recursos naturais. Em sua área existem diamante, cobre, ouro, cobalto, zinco e outras riquezas. Estes recursos naturais têm despertado a cobiça e levaram o país à desordem. Mais de cinco milhões de pessoas morreram desde 1998 devido à violência, à fome e às doenças.

O leste do Congo contém a maior parte da riqueza do país e também foi o ponto inicial da pior guerra no continente neste momento. Apesar de um acordo de paz, as tropas do governo ainda estão tentando impedir que os grupos rebeldes tomem o controle das minas de minerais. Há centenas de milhares de desabrigados e dezenas de milhares de mulheres foram estupradas, torturadas e mutiladas,

“Temos todas as riquezas minerais do mundo. Nós somos como a Terra Prometida, mas a morte e a destruição estão fluindo”, disse uma mulher congolesa.

ENFRENTANDO GIGANTES
Com a aprovação de seu marido, Kabila lançou uma campanha de oração nas grandes cidades e te usado a mídia para incentivar os seus conterrâneos a participar. E a resposta foi esmagadora. Theodore Mugalu, assessor do casal presidencial, disse:

“A Primeira Dama é uma pessoa de fé forte. Ela sabe que somente através da oração podemos enfrentar os Golias da nossa cultura.”

Três dias depois do lançamento da campanha de oração e jejum em um estádio de futebol, dezenas de milhares de pessoas se reuniram para adorar a Deus e orar. Na história política da República Democrática do Congo, nenhum chefe de Estado apelou para jejum e oração. Então, o que a Primeira Dama está fazendo é monumental.

“Eu quero que vocês saibam que o presidente nos apoia”, disse Kabila.

No encerramento da campanha de oração e jejum, Kabila incentivou seus compatriotas a continuarem a orar:

“Este é apenas o começo. Nós queremos ser livres do diabo e dos espíritos malignos que vagueiam pela nossa nação. Eu acho que os muros de Jericó estão caindo. Deus vai libertar o nosso país “.

No final, mais uma vez, a Primeira Dama surpreendeu quando, acompanhada por uma cantora evangélica, terminou, pedindo que o Espírito de Deus descesse naquelas terras.

Fonte: LPC
Veja aqui o vídeo.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ASSUMIR UMA POSIÇÃO DIANTE DE DEUS

PODE O CRENTE PARTICIPAR DA FESTA DO PEÃO?

IPB EM FOCO - SIMONTON E AS BASES DO PRESBITERIANISMO NO BRASIL