CASADOS E FELIZES - Sabedoria, necessidade para um bom relacionamento (2)

"A sabedoria que vem do alto é (...) pacífica..." Tiago 3:17.

Em dias tão difíceis, onde tudo trabalha contra as coisas que estimamos, contra valores antes tão apreciados, mas que agora não passam de coisas ultrapassadas temos que por alguns momentos pararmos e pensarmos em alguns fatores que colaboram com essa inversão.

Veja qual força em nossa sociedade está operando para ajudá-lo a permanecer fiel a seu cônjuge? Nenhuma das que posso lembrar-me. A mensagem do nosso mundo é exatamente o oposto. Qual força na nossa sociedade está atuando para ajudar-nos a permanecer ajustados aos princípios bíblicos, relacionados a uma atitude de sabedoria? Nenhuma! Não vivemos em um mundo neutro que nos acena para escolhermos entre o certo e o errado. O mundo em que vivemos hoje é um mundo onde o certo se tornou errado... Se não tomarmos precauções, será apenas uma questão de tempo antes que venhamos a nos parecer, agir e pensar como o mundo. Se formos zelosos e cuidadosos, nas nossas convicções, e corajosamente enfrentar o que Deus quer que façamos, ao invés de ignorar o que sabemos em nosso coração, estaremos nos preparando para triunfar sobre essa força reinante no mundo. Mas do contrário estaremos prestes a cair. Algumas vezes temos que fazer uns poucos ajustes em nosso estilo de vida para seguirmos a sabedoria.

Não podemos triunfar sem a sabedoria que vem de cima. Ela é como o orvalho que penetra, como o maná que alimenta.  

“Toda boa dádiva e todo o dom perfeito é de lá do alto, descendo do Pai das luzes...” Tiago 1:17.

Pois essa sabedoria que vem do alto é pacífica, livre de atitudes contenciosas, não é facciosa, não busca os seus próprios interesses às expensas de outrem, conforme faz a carnal sabedoria humana. Pelo contrário confere a paz, alimenta-se da harmonia.

Observe o que diz Pv 3:17 acerca da sabedoria. “Os seus caminhos são caminhos deliciosos e todas as suas veredas de paz”; e ainda Pv 21:22 “O sábio conquista a cidade dos valentes e derruba a fortaleza em que eles confiam”. Podemos dizer de outra forma: “A sabedoria é melhor que a força bruta”. Como seria melhor deixarmos que as nossas atitudes no âmbito familiar fossem permeadas pela sabedoria Divina, assim não encontraríamos tanta animosidade que infelizmente em muitos lares se torna residente. Ao invés de querermos sempre estar com a razão, por que não buscamos o meio pacífico de deixarmos que o outro perceba o seu erro, sem a necessidade de discussões intermináveis, sem teimosia, querendo mostrar estar sempre certo? 

Essa atitude é uma atitude de orgulho é totalmente contrária à sabedoria que vem do alto. Quando o salmista diz que “o sábio conquista a cidade dos valentes”, é justamente com a sabedoria, e não com argumentos, que só levam a contendas e bate bocas.

Nossas armas não são carnais, e sim espirituais! Arma carnal usam aqueles que não crêem que trilhar o caminho mais estreito de obediência à Palavra de Deus trará algum resultado, preferindo andar pelos seus próprios caminhos, fazendo do modo que acham ser o mais acertado. “Mas há caminho que ao homem parece reto, mas o fim dele é morte” Pv 16:25.

Portanto busque a sabedoria que vem de Deus e prefira caminhos de paz, trazendo assim delícias para o seu coração. Como é bom viver em paz entre os mais chegados que são os da nossa família, não é mesmo?

No próximo artigo estaremos falando de outra característica da sabedoria que vem do alto... É moderada.

Fonte: Casados e Felizes.
Veja aqui o post anterior desta série.

Confira já o próximo post de Casados e Felizes.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ASSUMIR UMA POSIÇÃO DIANTE DE DEUS

PODE O CRENTE PARTICIPAR DA FESTA DO PEÃO?

O CRENTE E O CARNAVAL