A VINDA DO MESSIAS

“...vindo, porém, a plenitude do tempo, Deus enviou Seu Filho...”
Gálatas 4:4.

A vinda de Cristo ao mundo não foi decisão tomada no tempo; recua à eternidade. Não foi decidida na Terra, mas no Céu; não foi resultado de deliberações humanas, mas de decreto divino. A vinda de Cristo foi resultado de minuciosa preparação. O mundo estava sendo preparado para receber o Filho de Deus. As rédeas da história não estavam nas mãos de príncipes e reis humanos, mas nas mãos daquEle que está assentado sobre um alto e sublime trono. É Ele quem dirige a história. Foi Ele quem preparou todas as coisas para que Seu Filho nascesse na plenitude dos tempos.

Não há improvisação nos decretos de Deus. Ele conhece todas as coisas antecipadamente. Ele conhece o futuro. Ele planejou tudo e levará a bom termo por Seu poder e perfeita vontade. O Natal não é uma criação da Igreja nem do comércio, mas uma expressão graciosa dos eternos decretos de Deus, que nos amou a ponto de enviar Seu Filho ao mundo para que todo o que nEle crer tenha a vida eterna.

Ore
Pai, obrigado porque Jesus desceu da glória e entrou na nossa história. Sendo Deus se fez Homem, sendo rico se fez pobre, sendo Senhor se fez Servo. Em nome dEle eu agradeço.

Pense
Ele nasceu para morrer pelos nossos pecados e nos dar eterna salvação.

Cada Dia.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ASSUMIR UMA POSIÇÃO DIANTE DE DEUS

PODE O CRENTE PARTICIPAR DA FESTA DO PEÃO?

O CRENTE E O CARNAVAL