QUEM É JESUS

Por: Rev. Paulo Sergio da Silva 

3ª IPB de Barretos / SP
Culto Vespertino 12.09.10


TEXTO BÁSICO: JOÃO 1:29
“No dia seguinte João viu a Jesus, que vinha para ele, e disse: Eis o Cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo.”

INTRODUÇÃO
A EXPERIÊNCIA DE JOÃO BATISTA foi algo singular. Ele foi o homem escolhido para preparar o caminho do Senhor, ele é aquela voz que clamava no deserto (Mt 3:3). Através de sua pregação e do batismo de arrependimento, João preparou um povo que seguiria o Senhor Jesus nessa nova época, a época da graça. O próprio Senhor Jesus disse que entre os nascidos de mulher ninguém é maior do que João Batista, mas no Reino de Deus o menor é maior do que ele, justamente por causa da graça de Deus (Lc 7:28). Por causa de sua pregação João literalmente perdeu a cabeça, isto é, ele foi decapitado (Mc 6:27,28). Só de pensar nesse servo de Deus vemos quão limitada é a nossa devoção a Deus, quão insignificante é, muitas vezes, a nossa ação como Igreja no mundo contemporâneo.

ARGUMENTAÇÃO
João viu Jesus e disse essa frase que é uma frase de efeito, não só pelo momento em que ela foi dita, por quem foi dita, e acerca de quem foi dita, mas também por seu significado para nós, Igreja de Deus, povo eleito de Deus. Quem é Jesus para você? Quem é Jesus Cristo na tua vida? Será que Ele é tudo o que João, inspirado por Deus, disse?

1 - JESUS É O CORDEIRO
Ao dizer que Jesus é o Cordeiro, João estava fazendo uma menção à Páscoa dos judeus. Em Êxodo 12 quando Deus instituiu a Páscoa o povo de Deus era escravo no Egito. Ali Deus ordenou que cada pai de família deveria tomar para si um cordeiro, esse cordeiro deveria ser macho de um ano, sem defeito (Ex 12:5). Esse cordeiro deveria ser morto e o seu sangue passado nas ombreiras e nas vergas das portas (vs.7). O sangue seria um sinal nas casas onde eles estivessem. O anjo do Senhor passaria por ali e eles não seriam destruídos por causa do sangue (vs.13). A Páscoa como festa se tornou um costume judaico, e assim como tudo que está ligado à religiosidade, pode ter se tornado um mero costume religioso para muitos naquele contexto. Mas quando João diz que Jesus é o Cordeiro, ele está fazendo uma citação direta desse ritual que o povo judeu conhecia muito bem, pois foi através de toda essa cerimônia que o povo de Deus foi liberto do Egito, esse pacto, essa aliança, foi consagrada por Deus com o nome Páscoa (Ex 12:21,26,27)


Jesus não é UM cordeiro, Ele é O CORDEIRO. Ele é a nossa Páscoa (1 Co 5:7). Para nós o sangue dEsse Cordeiro é especial, essencial, primordial para a nossa salvação e  permanência diante de Deus. Se lá no Egito o sangue passado nas ombreiras e vergas das portas deu aos judeus a segurança e a proteção da morte, o sangue de Jesus sobre as nossas vidas é o que nos dá, semelhantemente, segurança e proteção da morte eterna (1 Jo 1:7). Não teríamos nenhuma garantia de salvação se não fosse pelo poder do sangue de Jesus que nos purifica e nos dá acesso ao próprio Deus (Hb 10:19). E o mais sublime de tudo isso, é que Deus de antemão preparou tudo para a nossa salvação e vida eterna. Nós que somos eleitos segundo a presciência e soberania de Deus, para a santificação e obediência, pela aspersão do Sangue de Jesus Cristo (1 Pe 1:2).

2 - JESUS É O CORDEIRO DE DEUS
Cada pai deveria fazer esse ato por sua família, para sua proteção e livramento todos os anos. Deus Pai fez esse ato por nós! Eu fico a imaginar a cena, quando os pais separavam aqueles cabritinhos para o sacrifício da Páscoa. Talvez por gostarmos de animais, muitas vezes ficamos penalizados, só de pensar na inocência e pureza daqueles cordeirinhos que eram mortos para que cada família pudesse ser guardada, purificada e abençoada através da aliança com Deus. Recordo-me de um Retiro Espiritual que participamos juntamente com a IPB de Piracicamirim, Piracicaba / SP, por volta de 1990, em uma chácara na cidade de Anhembi / SP. Naquele local havia muitas ovelhas, e lembro-me bem que nos impressionou a todos a beleza dos cordeirinhos. Ficávamos ali olhando e meditando no Cordeiro de Deus. Sua pureza, sua beleza, sua meiguice... Tudo isso sacrificado, imolado, torturado, crucificado em nosso lugar. Por mim e por ti, por causa de nossos pecados, por nossa causa, para nos salvar e purificar de nossos pecados.

O CORDEIRO DE DEUS É O SEU PRÓPRIO FILHO
O sangue de animais jamais poderia purificar pecados (Hb 10:4). Aquele sangue de cordeiros, novilhos, bezerros e pombos, jamais poderia tirar pecados. Por isso Deus preparou um Cordeiro perfeito, Seu próprio Filho Unigênito, Jesus Cristo. Ele é o Cordeiro de Deus! Naquela cruz Deus sacrificou o Seu Filho, para que nós pudéssemos desfrutar de uma Aliança, um Pacto superior à aliança do Velho Testamento. Uma Aliança, um Pacto perfeito, fundamentado no sangue de Jesus Cristo, o Cordeiro de Deus. Oh glórias a Deus que nos tem chamado e escolhido como alvo direto dessa Aliança maravilhosa (Mt 26:28). E naquele momento crucial da morte de Jesus, quando Ele morreu em nosso lugar, Ele satisfez de modo perfeito e completo todas as exigências da Lei de Deus com respeito à purificação dos pecados dos eleitos de Deus (Jo 19:30).

3 - JESUS É O CORDEIRO DE DEUS, QUE TIRA O PECADO DO MUNDO
O pecado está no DNA do ser humano. À semelhança do salmista Davi, fomos concebidos e nascemos com essa natureza pecaminosa (Sl 51:5). Assim é todo ser humano. E nada poderia nos trazer de volta a comunhão com Deus que fora perdida no Éden quando Adão e Eva, nossos primeiros pais, pecaram (Gn 3:17). Já vimos que sangue de animais não poderia perdoar pecados (Hb 10:4). E nada poderia restabelecer aquela comunhão exceto um sacrifício perfeito, que como também já vimos, Deus preparou através do derramar do precioso sangue de Jesus na cruz do Calvário, que nos purifica de todo pecado (1 Jo 1:7). O pecado trouxe uma mancha tão grande e profunda para a humanidade que nada poderia nos regenerar, a não ser o sangue do próprio Filho de Deus. Esse sangue tira pecados! Esse sangue remove culpas! Esse sangue livra da condenação eterna que o pecado trouxe para a humanidade.

SUFICIENTE E EFICIENTE
É necessário entender-se que sangue de Jesus, é SUFICIENTE (capaz, poderoso) para tirar o pecado de todo o mundo, de toda humanidade. Porém esse sangue é EFICIENTE (funcional) somente na vida daquele que nEle crer. Por isso João 1:29 não está dando a idéia de universalismo, mas revela-nos que Ele retira, remove os pecados de Seu povo.

OS QUATRO MUNDOS DA VISÃO BÍBLICA
Toda vez que lermos a palavra “mundo” na Bíblia precisamos entender bem a que se refere: pode ser a criação; a humanidade; o sistema de pecado; ou o povo de Deus. É assim que podemos compreender bem textos como Jo 1:29, e 2 Co 5:19 que nos diz que em Jesus, Deus estava reconciliando consigo o mundo. Ele estende Seus santos braços de amor através desse ato sacrificial, oferecendo ao homem perdido a chance de ter a vida eterna de volta, através da reconciliação.

Nada poderia trazer o homem a um relacionamento novo com Deus, exceto o sangue de Jesus. Ele é o Cordeiro de Deus, que tira os pecados, porque os pecados de Seu povo, Ele já levou na Cruz do Calvário.

CONCLUSÃO

QUEM É JESUS PARA VOCÊ?

Quando da criação, Deus não surpreendido pelo pecado. Ele sabia que nós iríamos traí-Lo, ele sabia que o ser humano, criado à Sua imagem e semelhança, iria preferir o pecado, iria desviar-se dEle. Por isso que Ele preparou O Cordeiro perfeito, Seu próprio Filho Unigênito.

Quem é Jesus para você?

Jesus é esse Cordeiro Pascal em tua vida? O Seu precioso sangue tem sido derramado sobre a tua vida? Você tem a garantia da proteção e das bênçãos contidas nesse precioso sangue? Você faz parte da aliança do sangue de Jesus? Tem desfrutado das bênçãos dessa Aliança com Deus?

Que você possa ser tocado por Deus nesse momento, e no tempo de Deus ser transformado pelo poder desse precioso sangue. Que o Cordeiro de Deus faça parte da tua vida, seja o centro de tua existência, seja o teu próprio Senhor e Salvador.

Se você compreendeu a mensagem, se Deus tocou o seu coração, se você deseja fazer parte dessa Aliança com Deus, faça essa oração de todo o seu coração:

“Senhor Jesus, eu Te agradeço porque o Senhor morreu por mim na Cruz do Calvário. Eu Te louvo porque o Senhor entregou-Se por mim, para pagar o preço dos meus pecados. E nesse momento eu confesso a Ti todos os meus pecados, peço perdão por todos os meus erros, todas as minhas faltas. Eu entrego a Ti, Senhor Jesus, a direção da minha vida. Eu Te aceito e Te confesso a como o meu Senhor e Salvador pessoal. Eu Te suplico Senhor Jesus, entra na minha vida, entra no meu coração. Eu quero Te servir Senhor, quero Te seguir em minha vida, e Te suplico: ajuda-me Senhor! Eu Te louvo e Te agradeço por Tua salvação, e prometo seguir-Te e obeceder-Te por todos os meus dias, a partir de hoje. Muito obrigado Senhor Deus! Em Teu nome, Senhor Jesus é que eu oro e Te agradeço, amém!”

Se você fez essa oração, entre em contato conosco, queremos te ajudar a dar os primeiros passos na fé. Deixe o seu recado no link “fale conosco” que estaremos nos comunicando. Que Deus te abençoe e te guarde.

Seu servo em Cristo,
Rev. Paulo Sergio da Silva.


Material de apoio:
BEG - Bíblia de Estudo de Genebra

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ASSUMIR UMA POSIÇÃO DIANTE DE DEUS

PODE O CRENTE PARTICIPAR DA FESTA DO PEÃO?

O CRENTE E O CARNAVAL