ELE TEM CUIDADO DE VÓS

Por: Rev. Marcos Dias

"Lançando sobre Ele toda a vossa ansiedade, porque Ele tem cuidado de vós." 1 Pedro 5:7.

Há muitas situações em nossa vida onde parece que estamos entregues ao acaso, numa trajetória onde o futuro é incerto e a nossa inclinação pende mais para uma visão pessimista do que para portas que poderão se abrir, soluções que poderão surgir, vitórias e conquistas maiores do que as que desejamos, esperamos e lutamos para atingir.

Nos empenhamos de tal maneira que envidamos grandes esforços para cuidar de nós mesmos, correndo sério risco de nos esquecermos o quanto Deus está ocupado em tratar de cada um dos nossos assuntos pessoais.

Parece muito fácil dizer estas coisas com o propósito de encorajar-nos em situações onde não parece haver qualquer esperança; entretanto, não é em vão que a Escritura afirma que devemos viver por fé e sem fé é impossível agradar a Deus. Assim, embora as palavras de encorajamento sejam relativamente fáceis de serem ditas, colocá-las em prática é outra história. Porque o exercício da fé é extremamente desafiador.

O que fazer quando nos vemos nesta terrível encruzilhada? Cremos em Deus, sabemos que Ele é capaz de fazer o impossível mas, ao mesmo tempo, nos vemos entre um emaranhado de problemas que parecem nunca terminar? Deus não sabe a respeito das coisas que eu estou enfrentando?

A Bíblia não somente diz que Ele sabe, como diz ainda que Ele cuida de nós. Ela também nos exorta a lançar sobre Ele toda a nossa ansiedade.

Não há outro modo de compreender as constantes inquietações e preocupações que rondam a nossa porta a não ser estando conscientes que trata-se de uma questão de fé somente. Este é o grande ponto em questão. Precisamos aprender a exercitar a nossa fé, parar de perguntar a Deus acerca dos Seus motivos, parar de tentar entendê-los e, simplesmente “lançar sobre Ele a nossa ansiedade”.

Fazendo isto, não somente teremos paz no coração, como estaremos dando provas suficientes de que nossa relação com Deus não é algo superficial. Pelo contrário, a sua intensidade vai muito além daquela que desenvolvemos com o nosso semelhante. Ele não nos fornece uma falsa segurança, uma esperança que se frustra, não nos dá nada esperando algo em troca, não nos deixa sozinhos quando todos nos abandonam. Ele cuida de nós. Ele promete dar estrutura para atravessar vales sombrios, modifica nosso modo de compreender a vida e nos eleva a um nível bem mais elevado que nossos “grandes problemas”.

Jamais nos esqueçamos que, ainda que sejamos relutantes frente às nossas adversidades, Ele permanece cuidando, carinhosamente, de nós.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ASSUMIR UMA POSIÇÃO DIANTE DE DEUS

PODE O CRENTE PARTICIPAR DA FESTA DO PEÃO?

IPB EM FOCO - SIMONTON E AS BASES DO PRESBITERIANISMO NO BRASIL