PERDÃO: DAR O QUE NECESSITA

“Pelo contrário, se o teu inimigo tiver fome, dá-lhe de comer; se tiver sede, dá-lhe de beber.” 
Romanos 12:20.

Perdão não é algo natural, não é apenas uma ação, mas uma reação transcendental. É fácil viver bem com aqueles que nos tratam bem, amar aqueles que nos amam. É fácil honrar aqueles que nos honram.

Mas a ética cristã vai além das fronteiras da boa convivência. Ser cristão é amar aqueles que nos odeiam e orar por aqueles que nos perseguem. Ser cristão é recusar agasalhar no peito o veneno da amargura e do ressentimento.

Ser cristão é espremer o pus das feridas que as injustiças nos causaram. Ser cristão é ser sarado pelas feridas de Cristo. Jesus nos ensina que devemos reagir transcendentalmente mesmo que a nossa honra, os nossos bens ou a nossa vontade sejam violados.

Jesus não apenas falou sobre perdão, mas sendo alvo da mais insana e tresloucada injustiça dos homens, perdoou seus algozes. No Gólgota, pregado na cruz, debaixo de sofrimento e afronta, Jesus não fuzila seus carrascos com ira divina, mas perdoa-os com amor atenuando-lhes o crime.

Ore
Senhor, sinto-me incapaz diante do desafio de amar àqueles que me feriram. Ajuda-me, pois, a agir em amor, principalmente, com pessoas que declararam ódio a mim. Em Cristo. Amém.

Pense
Perdoar é dar ao outro o que ele necessita e não o que merece.


Cada Dia.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ASSUMIR UMA POSIÇÃO DIANTE DE DEUS

PODE O CRENTE PARTICIPAR DA FESTA DO PEÃO?

IPB EM FOCO - SIMONTON E AS BASES DO PRESBITERIANISMO NO BRASIL