NA HORA DA DOR, LEVANTE A CABEÇA E SIGA AVANTE!

O momento da dor de Julio Cesar, após a eliminação do Brasil nas oitavas de final, é algo que comove qualquer um. Essa é a face da dor e do sofrimento, mas também a expressão de alguém responsável que tem coragem de olhar no olho do outro (aqui a câmera que representa milhões de brasileiros) e assumir sua culpa, "dar a cara a tapa", como ele mesmo diz (veja o vídeo abaixo). 

Não quero entrar no mérito da questão da derrota do Brasil para a Holanda, quanto à escalação e os esquemas táticos de Dunga, etc., muito já se falou e ainda se falará a respeito, nem manjo muito de futebol (rsss). Quero apenas chamar sua atenção para o que se vê aqui: a expressão da dor, da vergonha, do sentimento de frustração que invade a alma do ser humano nessas horas de crise, momentos de muita pressão pelos quais todos estamos sujeitos a passar, mas nem sempre sabemos lidar com eles. 

Certamente nem todos jogam futebol e nem todos recebem salários astronômicos como algumas estrelas da seleção, mas a questão não é essa. A questão é que todos estavam muito confiantes no hexa, e (parece que) subestimaram o adversário. E quando houve a reação positiva por parte da Holanda, o Brasil em contrapartida reagiu ao contrário, negativamente. 

Penso que em tudo isso podemos extrair algumas lições muito práticas para a nossa caminhada. São como janelas que se abrem para refletirmos acerca da vida. Por exemplo: 

Jamais subestimemos nosso inimigo, o diabo. Muitas vezes pensamos que temos o controle total da situação, mas a Bíblia nos avisa que ele é sutil, sagaz e mortal. Portanto muito cuidado nos esquemas táticos da vida.  (Tiago 4:7).

Quando o mal se levantar contra nós, que não tenhamos essa reação negativa de desânimo e abatimento demonstrada pela equipe. Temos que pensar em uma reação que possa vencer esse desânimo da alma: confie na graça de Deus, não desista jamais, não entregue os pontos para o adversário, persista, lute, acredite. Em Cristo somos mais que vencedores. (Romanos 8:37).

E quando cairmos ou tropeçarmos em alguma pedra, que tenhamos sempre a resposabilidade e a coragem necessária para assumirmos o nosso erro, e confiantes em Deus, confessarmos nosso pecado (1 João 1:9) e levantarmos a cabeça e prosseguirmos avante. Não fuja da sua responsabilidade, não jogue a culpa no outro, assuma suas falhas. Se servir de consolo, lembre-se que ninguém é perfeito, todos erram e falham em algum momento. Precisamos é saber lidar com nossas falhas, não nos acomodando, não nos torturando mas confiando no amor de Deus que tudo pode mudar. (Filipenses 3:13,14).

"Valeu Julio Cesar! Levanta a cabeça e segue em frente!"  





 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ASSUMIR UMA POSIÇÃO DIANTE DE DEUS

PODE O CRENTE PARTICIPAR DA FESTA DO PEÃO?

O CRENTE E O CARNAVAL