SALVOS PELA GRAÇA

Por: João Calvino

"Eu vos tenho amado, diz o SENHOR; mas vós dizeis: Em que nos tens amado? Não foi Esaú irmão de Jacó? — disse o SENHOR; todavia, amei a Jacó…" Malaquias 1:2.

Ao afirmar que amou os judeus, em vez lhes impor a autoridade que tem sobre toda a humanidade, Deus tinha o objetivo de convertê-los da ingratidão com que desprezavam o favor singular que lhes fora concedido com exclusividade. A origem de toda a excelência pertencente à posteridade de Abraão é atribuída aqui ao amor gratuito de Deus, conforme dissera Moisés muitas vezes: “Não vos teve o SENHOR afeição, nem vos escolheu porque fôsseis mais numerosos do que qualquer povo, (…) mas porque o SENHOR vos amava e, para guardar o juramento que fizera a vossos pais” (Dt 7:7). Vemos que não somos iguais aos animais, pois aprouve a Deus nos criar como homens. Portanto, se não O servirmos, com justiça nos acusará Ele de ingratidão, pois para servi-Lo foi que nos criou à Sua própria imagem. Aqui, porém, menciona-se um favor especial: que o Senhor tomou para si a semente de Abraão, como consta no cântico de Moisés; que todas as nações pertencem a Deus, mas Ele separou Israel para Si mesmo (Dt 32.9). Com o termo “amor”, o Senhor quer dizer favor gratuito. Não temos por que procurar qualquer outra justificativa para adoção, a não ser a vontade de Deus. O amor gracioso e a misericórdia gratuita de Deus prevalecem em prol dos indivíduos.

Oração
Concede, ó Deus onipotente, que assim como foi do Teu agrado nos adotar de uma vez para sempre como Teu povo, para que fôssemos como que enxertados no corpo do Teu Filho, e conformados dessarte ao nosso Cabeça, — ó concede que durante toda a vida nos esforcemos ao máximo para selar no coração a fé da nossa eleição; para que sejamos mais estimulados a Te obedecer em verdade e que a Tua glória se manifeste também por nosso intermédio; para que nos empenhemos em trazer aqueles a quem escolheste juntamente conosco, e assim Te exaltemos unânimes como o Autor da nossa salvação e Te glorifiquemos pela Tua bondade, de sorte que, havendo lançado fora e renunciado toda a confiança em nossa virtude, sejamos conduzidos a Cristo somente como a fonte da Tua eleição, no qual também está firmada perante nós a certeza da nossa salvação mediante o Teu evangelho, até que ao fim sejamos reunidos a Ele na glória eterna que adquiriste para nós com o Seu próprio sangue. Em nome do Senhor Jesus, amém.

Devotions and prayers of John Calvin, 52 one-page devotions with selected payers on facing pages. Org. Charles E. Edwards. Old Paths Gospel Press. S/d. Pags. 112 e 113. Tradução: Marcos Vasconcelos, junho/2010.


Extraído de Monergismo.

Comentários

  1. http://gnosesamaelaunweor.blogspot.com/


    A Salvação individual exige esforços conscientes e padecimentos voluntários.

    O caminho foi dito por Jesus Cristo diversas vezes. E em uma de suas frases está muito bem resumido e sinalizado o nosso trabalho de transformação íntima que temos que realizar urgentemente.

    Jesus, resume os 3 fatores na seguinte frase, em Marcos, 8:34 "Se alguém quiser vir após mim, negue-se a si mesmo, tome sua cruz, e siga-me".


    Esta é a doutrina síntese contida em todas as religiões.

    Essa doutrina crística são os três fatores de revolução da consciência.

    A fé sem obra é uma fé morta.

    Cabe agora a cada um de nós sermos sérios e trabalhar intensamente com os três fatores de revolução da consciência.

    http://gnosesamaelaunweor.blogspot.com/

    ResponderExcluir

Postar um comentário

FIQUE A VONTADE, DEIXE SEUS COMENTÁRIOS!!!

Obs: comentários serão bem-vindos se forem educados e não usarem termos ofensivos. Podemos discordar, mas vamos procurar manter o nível da educação e do respeito. Obs.: ao comentar identifique-se, pois não publicamos comentários anônimos.

Best regards in Christ, God bless you!!!

Postagens mais visitadas deste blog

ASSUMIR UMA POSIÇÃO DIANTE DE DEUS

PODE O CRENTE PARTICIPAR DA FESTA DO PEÃO?

IPB EM FOCO - SIMONTON E AS BASES DO PRESBITERIANISMO NO BRASIL