O SOFRIMENTO DE JESUS

"Certamente Ele tomou sobre Si as nossas enfermidades e as nossas dores levou sobre Si."  Isaías 53:4.

De algum modo, nossas lutas são uma pálida sombra da dor que Jesus enfrentou. Tanto mais, que carregou sobre Si todo o pecado do povo de Deus. Até nos acostumamos com o sofrimento, compreendendo que é o resultado de escolhas erradas que fizemos na vida. Mas no que tange a Jesus, Sua dor era mais forte, pois, não tinha a desculpa de estar sofrendo por alguma escolha errada, Ele jamais pecou ou errou, Ele é perfeito!

Sim, ninguém sofreu como Jesus. E como Ele reagiu ao sofrimento? Como Ele enfrentou a hora da dor? De que expedientes se valeu para suportar a aflição? Quais foram os passos que tomou para tolerar o desprezo e a zombaria?

Diante do sofrimento, não abriu a Sua boca (Is 53:7). A nossa primeira reação diante da dor é gritar. Se dói, a gente grita. O silêncio de Jesus contrasta com o modo com que geralmente reagimos diante do sofrimento. Se somos alcançados por uma grave enfermidade, de imediato, passamos a travar uma longa discussão com o próprio Deus a respeito dos seus caminhos para conosco.

Ore
Firmados em Tua infinita misericórdia, buscamos a Tua face de luz, que ilumina o nosso viver, dando-nos a o lavar regenerador de Cristo. Em nome dEle. Amém.

Pense
Ninguém sofreu como Jesus. Ninguém enfrentou melhor o sofrimento do que Jesus. Ele é o nosso modelo.

Extraído e adaptado de Cada Dia.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ASSUMIR UMA POSIÇÃO DIANTE DE DEUS

PODE O CRENTE PARTICIPAR DA FESTA DO PEÃO?

IPB EM FOCO - SIMONTON E AS BASES DO PRESBITERIANISMO NO BRASIL