O ENCONTRO DE DEUS COM JACÓ

Por: Rev. Paulo Sergio da Silva
3ª IPB de Barretos - 29.06.10
Reunião de Oração

Texto básico: Gênesis 32:22-32  

O texto, tão belo quanto conhecido, está repleto de mistérios inexplicáveis do ponto de vista humano. Não cabe a nós desvendá-los plenamente, mas para tudo há uma explicação coerente com a Palavra de Deus.
 

- É Deus ou um anjo? 
R: Certamente não é Deus em Sua plenitude, pode ser um anjo de Deus, o que não dificulta de modo algum entender-se que Deus estava presente ali.

- Mesmo sendo anjo, como poderia Jacó detê-lo?

R: De fato nem Jacó nem ser humano algum poderia deter um anjo de Deus. Nesse caso foi Deus quem se deixou deter por seu servo, pois tinha o propósito de abençoá-lo.
 

- Por quê o anjo está com pressa?
R: Deuteronômio 29:29.
 
- Por quê o toque no nervo do quadril?

R: Deuteronômio 29:29.  

Podemos extrair muitas lições aqui, aplicáveis à nossa vida espiritual.

1 – Deus veio ao encontro de Jacó, para abençoá-lo. Assim também, Ele vem ao nosso encontro.

2 – Todos nós temos algo de Jacó em nós, e todos nós precisamos da bênção de Deus.

3 – A luta de Jacó não foi contra Deus, mas lado a lado com Deus.

4 – Essa luta é uma figura clara da oração. Aqui aprendemos a ser persistentes e perseverantes na oração, nos agarrando a Deus pela fé.

5 – O que estamos pedindo em nossas orações? Jacó pedia a bênção de Deus.

6 – Deus abençoou o seu servo concedendo-lhe transformação de vida. Essa certamente é a maior benção, a prova de que fomos abençoados por Ele.

7 – A partir desse encontro Jacó não era mais Jacó (usurpador), mas Israel (campeão com Deus).

8 – O toque no nervo do quadril provocou um defeito físico, Jacó mancava. Podemos dizer, alegoricamente, que o nosso modo de andar (viver) é diferente do modo que andávamos outrora, quando temos um encontro real com Deus.


S.D.G. 

Material de apoio:
Bíblia Vida Nova
Bíblia de Estudo de Genebra.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

ASSUMIR UMA POSIÇÃO DIANTE DE DEUS

PODE O CRENTE PARTICIPAR DA FESTA DO PEÃO?

INTRODUÇÃO GERAL AO NT (5) - A ORDEM DOS LIVROS DO NT